Resenha de Filme: A Hospedeira (The Host) 2013

16:04

Sinopse: Melanie (Saoirse Ronan) e Jared (Max Irons) foram feitos um para o outro, e esta seria mais uma simples história de amor se não fosse um detalhe: estamos no futuro e a humanidade está quase extinta. A Terra foi invadida por um parasita alienígena, que controla mente e corpo. Melanie e Jared fazem parte dos poucos humanos que ainda lutam para sobreviver, até que Melanie é capturada por Peregrina (Diane Kruger), que usa de suas lembranças para localizar o esconderijo dos humanos. Melanie não vê outra saída se não ocupar a sua mente com visões do homem que ama, desviando a atenção da Peregrina que, incapaz de se separar dos desejos de seu corpo, começa a se sentir intensamente atraída por Jared.
Direção: Andrew Niccol
Roteiro: Andrew Niccol
Elenco: Alexander Roessner, Boyd Holbrook, Chandler Canterbury, David House, Diane Kruger, Evan Cleaver, Frances Fisher, Gustavo I. Ortiz, Jake Abel, Jaylen Moore, Marcus Lyle Brown, Max Irons, Mustafa Harris, Phil Austin, Raeden Greer, Robert Douthat, Saoirse Ronan, Scott Lawrence, Shawn Carter Peterson, Stephen Rider, Tatanka Means, William Hurt
Produção: Paula Mae Schwartz, Stephenie Meyer, Steve Schwartz

Um mês de Blog, e eu ainda não tinha feito nenhum comentário ou resenha de filme. A verdade é que eu ainda não tinha assistido nenhum filme do qual tivesse coisas muitos pertinentes a falar, e sei que devo estar um pouco atrasada para falar de "A Hospedeira", mas mesmo assim vou estrear esse espaço com esse filme.

Não se engane achando que vai ler um comentário positivo, e muito menos negativo. Eu não sou do tipo de pessoa que se posiciona radicalmente, pois procuro analisar as coisas por inteiro (coisa de Psicólogo), e no geral, percebi que esse filme me deixou uma sensação balanceada, mistos de coisas agradáveis e outras desagradáveis.
No geral: a história tinha uma proposta de enredo muito boa, mas acabou tomando um caminho que não deu abertura para o que ele tinha de melhor.
Não li o livro, pois confesso que estava resistente com mais uma história da Stef Meyer, nossa querida Crepusculocriadora. Quando li Crepúsculo acabei exatamente como estou agora, sem saber dizer se gostei ou não da história. E por não ter lido o livro, peço perdão a quem leu se eu acabar falando alguma bobagem. Tenho um imenso respeito pelos livros. Vocês já sabem.
Achei a proposta da história muito, muito, muito boa. Alienígenas que fogem do senso comum - nada de olhos grandes e cabeças verdes, ou garras de predador e cinco pernas. Eles não são humanoides, mas detém inteligencia. Não senti raiva e nem vilanizei os pobres aliens. Eles fizeram com os humanos exatamente o que nos fazemos com tantas especies por ai. A critica a respeito dos seres humanos foi extremamente válida... Nós não confiamos uns nos outros e somos ligados demais às emoções, coisas que não são boas e nem ruins. 
A Terra agora é dominada por esses seres que habitam os corpos humanos e cuidam do planeta melhor do que nós, mas continuamos vivos e presos dentro dos corpos até que "desistimos".
Aí entra nossa heroína, com que me simpatizei sim! Ela não é a Bella, graças a Deus! 
Melanie resiste dentro de Wanda, e as duas desenvolvem um lindo relacionamento. Até então a história tinha tudo! Prometia uma batalha épica, um confronto com a Vilã que se deixou corromper pelo poder e pelo orgulho, mesmo colocando sua própria espécie em perigo. Mas......

Não houve batalha...

Não houve um clímax....
Tudo se centrou no drama de Mel e Wanda. As duas estavam no mesmo corpo apaixonadas por homens diferentes. O conflito principal foi: quem devemos beijar? E a beijação rolou solta. Virou um troca troca de saliva danado, e a coisa desandou. Adorei os personagens, não me levem a mal, só não gostei do rumo das coisas. Jared e Ian são lindos, sim, mas muito edwardsmelosos! 
Até o final! Aí sim fica bom de novo. Wanda decide fazer um sacrifício por Mel, e pelos humanos a quem aprendeu a amar. Seria lindo se tudo tivesse acabado ali, ficaríamos com uma bela mensagem de moral. Mas  não! Ela acordou magicamente no corpo de uma linda menina que deveria ter feito a Bella e pôde ficar com seu amado. Totalmente idealização adolescente, mas eu sei que não deveria ter esperado algo diferente considerando a autora da história. 
No final, todos foram felizes para sempre! Encontraram outro grupo, outros aliens amigos, e tudo caminhou para a resolução do problema. Confetes e Glitter se espalhando pelo ar!
Não pensem que sou uma adepta dos finais trágicos, mas eu senti que essa história estava caminhando para um, e ele daria um tom mais sério a ela. Mesmo assim, fico feliz pelos casais felizes! Hahaha :P

Enfim... Não é uma filme ruim. Tem um elenco maravilhoso e uma fotografia que nem se fala! 
Nota 7, de 1 a 10! Hahahahah


You Might Also Like

0 comentários

Todos são livres para mostrar opiniões, mas aqui desde que não haja nenhuma ofensa.