Resenha de Livro: Branca dos Mortos e os Sete Zumbis – Abu Fobya

20:19


Venho através desta resenha, propor uma dedicatória especial a todos os nossos jovens autores nacionais, dentre os quais, se os Céus permitirem, eu pretendo fazer parte um dia.
Fui a segunda leitora a publicar uma resenha para Branca dos Mortos no Skoob, e devo ter sido uma das primeiras a lê-lo, com muito prazer. Durante minha leitura me deparei com uma competência literária surpreendente, de um autor que com certeza leu muito e fez muitas pesquisas, e que, dotado de uma mente fantástica, conseguir colocar seu toque macabro, divertido e extremamente criativo, aos Contos clássicos.
A partir do Pseudônimo anagramático de Abu Fobya, Fabio Yabu me conquistou desde o primeiro conto. Confesso que logo ao ler o primeiro deles fiquei um tanto confusa com a falta de conclusão da história, mas quando fui descobrindo a forma como todos os contos se ligavam, de uma forma despreocupada, não insultando a inteligência do leitor e deixando para que ele percebesse isso sozinho. Yabu mostrou sua segurança enquanto escritor, e, em minha opinião, é o que falta em muitos autores. Inclusive internacionais. Percebo em muitas obras a necessidade do criador em entregar tudo já (me perdoem esse termo escuso) “mastigado” ao leitor, não deixando nada para que ele conclua sozinho, para que elabore as idéias e possa processá-las com sua subjetividade. Foi isso que mais me encantou no livro, além da criatividade com que temas tão recorrentes foram abordados.
Pela segunda vez, só tenho a parabenizar o Fabio, ops... o Abu, por ter conseguido criar essa obra tão originalmente clássica, sem perder a cadencia e acrescentando seu toque tão peculiar. Meus desejos de sucesso aos próximos. Certamente serei uma das primeiras leitoras novamente.
Obs: Meu preferido – Cindehella.



You Might Also Like

1 comentários

  1. eu li o livro e achei muito bom... meu conto favorito foi samarapunzel

    ResponderExcluir

Todos são livres para mostrar opiniões, mas aqui desde que não haja nenhuma ofensa.